Queimadura de sol no bebê: o que fazer e como evitar.

Praia, piscina, brincadeiras ao ar livre e muita exposição da pele aos raios UVA e UVB. Então, saiba como evitar a queimadura de sol nas crianças.

Nessa época do ano, muitas famílias vão passar férias na praia, curtir dias ensolarados em piscinas, levar as crianças para brincar ao ar livre. E toda essa exposição aos raios UVA e UVB pode causar danos na pela da criançada.

Mesmo tomando alguns cuidados essenciais, os mergulhos na água e o suor em excesso, podem facilitar uma queimadura de sol no bebê.

Veja como evitar e o que pode ser feito se isso acontecer com seu filho.

Leia também o que levar para seu bebê na praia.

Abuse do filtro solar

O primeiro cuidado com a pele, tanto das crianças quanto a nossa é usar um bom filtro solar. Escolha um produto que goste e com fator de proteção (FPS) 30 no mínimo.

Aplique cerca de 20 minutos antes da exposição e reaplique a cada mergulho na água ou a cada duas horas para garantir que seu filhote esteja protegido sol. Mas lembre-se de usar um produto indicado para a idade do seu filho e que protetor solar só pode ser usado em bebês acima de 6 meses.

 

O que mais posso fazer para evitar a queimadura de sol?

Usar chapéu, nem sempre é fácil, pois a criança tira o tempo todo. Mas se você insistir, é bem provável que ele irá se acostumar.

As roupas de banho também podem ser suas aliadas. Hoje em dia, existem roupas de banho que também tem FPS no seu tecido e ainda, você pode embutir a fralda. Isso garante ainda mais proteção.

Proteger seu filho do sol, pode acontecer bem antes de chegar no local em que foram passear, usando um protetor de sol para carros.

Escolha o horário do passeio

Evitar sair no horário em que o sol está mais quente também é importante. Evite expor seu bebê das 10 da manhã às 16 horas. Em estados que tem o horário de verão, lembre-se que o relógio está adiantado em uma hora.

E se mesmo meu filho queimou demais, o que fazer?

Pode acontecer de mesmo a gente tomando todos esses cuidados, como a pele das crianças são muito sensíveis, ocorrer uma queimadura de sol.

Neste caso, tome muito cuidado com o que vai passar na tentativa de aliviar e acabar piorando a situação.

Fazer compressas de água fria, com gaze ou fraldinha, por quinze minutos e dar banhos (sem deixar a criança passar frio) vão aliviar o desconforto e esfriar um pouco a pele, que fica bem quente.

Ao secar a criança, não esfregue a toalha. Colocar amido de milho ou uma colher de chá de bicarbonato na água prolongam a sensação de frescor.

Jamais use produtos oleosos na pele lesionada pelo sol, pois eles retem o calor e vão piorar o quadro.

Quando a pele começar a descascar, passe um hidratante infantil a base de água ou com aloe vera para aliviar a coceira da descamação.

Dar um analgésico, na dose recomendada pelo seu pediatra, ajuda a aliviar quando o ardor é muito forte. E caso apareça bolhas ou você perceba que o bebê está com febre, procure o pediatra.

Não esqueça de dar muita água para evitar que seu filho fique desidratado e use sempre roupas leves e de algodão para não causarem ainda mais irritação.

 

Tem dicas para aliviar ou evitar queimadura de sol na criançada? Deixe seu comentário aqui no blog ou nas redes sociais.

Não esqueça de curtir e compartilhar com outras mamães. Inscreva-se em nossa lista de e-mail e receba conteúdo exclusivo.

 

Comentarios