Como ajudar uma criança a enfrentar o medo

As crianças se assustam com muita facilidade e com coisas que podem não ser levadas a sério. Se o seu filho está assim, veja como ajuda-lo a enfrentar o medo.

 

A maioria das crianças, para não dizer todas, passam pela fase de sentir medo de alguma coisa. Seja escuro, insetos (que até nós adultas temos né), brinquedos, algum personagem infantil – como palhaço por exemplo, ficar sozinha em algum ambiente da casa, aspirador de pó, barulhos, sombras de objetos, vaso sanitário, etc.

Esses temores tendem a desaparecer com o tempo. Mas não podemos especificar quanto tempo irá levar, pois, como sempre frisamos aqui, cada criança é um individuo e tem seu ritmo de desenvolvimento emocional.

Agora será que nós podemos fazer alguma coisa para ajudar nosso filho a enfrentar o medo que sente? Continue lendo o texto e confira as dicas.

Leia também sobre  terror noturno infantil.

O primeiro passo

Nunca, jamais, sob hipótese alguma subestime o medo que uma criança sente. Por mais tolo que nos pareça, para ela é algo real e muito assustador.

Colocar ainda mais lenha na fogueira pode criar um trauma, então, se você tiver filhos maiores, não permita que eles o assustem ainda mais.

Não zombe e nem permita que tirem sarro da criança por conta disso, por mais engraçado que possa parecer. O primeiro passo é fazer seu filho entender que sentir medo faz parte da vida e que é necessário enfrentar o medo que sentimos.

O que fazer?

No momento em que a criança estiver aterrorizada, não adianta tentar convence-la de que não adianta sentir medo. Frases como “não tem o que temer” ou “olha aqui como não acontece nada” podem ter efeito contrário.

A melhor coisa a fazer é deixa-lo seguro de que você está do lado dele e que sempre que precisar você irá ajuda-lo a se tranquilizar. Mas também não exagere na proteção para não complicar ainda mais a situação.

Depois que ele se acalmar, tente conversar sobre a questão. Mostre vídeos e livros sobre o assunto de temor, mas sem forçar a barra. Por exemplo, se ele tem medo de cachorro, mostre vídeos engraçados, livrinhos e deixe com que ele fique confortável.

Uma explicação calma e racional poderá ajudar. Por exemplo se seu filho tem medo do vaso sanitário, explique que ele foi feito para levar o coco e xixi para o esgoto, não pessoas, que ela não cairá.

Objetos de estimação podem ajudar

Os objetos de estimação ou de transição são excelentes para fazer com que a criança sinta mais segurança. Pode ser um bicho de pelúcia, uma fralda, uma naninha  por exemplo, desde que ele seja apegado com aquele objeto.

Caso ele ainda não tenha nenhum objeto de estimação, essa é uma boa hora de introduzir um para que você consiga deixar seu filho mais seguro e confiante. Pode parecer bobeira, mas esses objetos tem esse poder para as crianças.

Assista também o vídeo sobre a verdadeira função das naninhas clicando aqui.

Tem dicas para ajudar uma criança a enfrentar o medo? Deixe seu comentário tanto aqui quando nas redes sociais. Não esqueça de curtir e compartilhar o conteúdo com outras mamães.

Inscreva-se em nossa lista de e-mail para receber conteúdo exclusivo e ficar por dentro de todas as promoções da nossa loja virtual.

Comentarios