Diarreia no bebê: o que fazer?

Saiba como detectar a diarreia no bebê e o que fazer para tratar e aliviar o desconforto.

A diarreia no bebê é identificada quando as fezes estão moles ou líquidas, o bebê evacua várias vezes, causa assaduras e as fezes ficam com muito mau cheiro.

Vários fatores pode ocasiona-la, mas a questão principal e que muita gente quer saber é o que fazer quando ela acontecer.

Se você tem dúvidas, este texto é para você, confira!

Leia também sobre as mudanças no coco do bebê.

O que causa diarreia no bebê?

Alguns vírus são as causas mais comuns, mas com as inúmeras vacinas que foram desenvolvidas, as infecções por vírus diminuíram muito na última década.

Bactérias também podem causar diarreia, por isso é importante que os alimentos sejam lavados, preparados e conservados corretamente.

Intolerância a lactose (rara em bebês), resfriados, antibióticos, alergias alimentares e a preparação incorreta da fórmula láctea também podem causar a diarreia no bebê.

Na fase de introdução de novos alimentos, a consistência do coco pode mudar, sem necessariamente dor de barriga. Algumas frutas, se dadas em forma de suco podem causar diarreia no bebê, para saber mais clique aqui.

O que fazer?

Se for identificado que a causa é viral ou bacteriana, independente se o médico passar algum medicamento ou não, você precisa cuidar para que o bebê não fique desidratado e na maioria dos casos, o recomendado é dar bastante líquido e esperar o sistema de defesa do organismo combater o vírus sozinho.

Caso o bebê apenas mame no peito, basta continuar dando o leite materno sempre que ele quiser para que ele reponha o líquido perdido.

Se o bebê já  comer, mantenha a alimentação normal, evitando alimentos que soltem o intestino, e além da água, soro caseiro ou os prontos vendidos em farmácias. As frutas mais recomendadas são maçã, goiaba, maracujá e limão espremido na água.

O que não fazer?

Evite doces, refrigerantes e qualquer bebida açucarada, pois o açúcar aumenta o volume de água no intestino, podendo piorar o desconforto abdominal e até causar vomito.

Não dê remédios que cortem a diarreia por conta própria, pois eles inibem o movimento natural do intestino, podendo piorar as dores, causar infecções mais graves e ter efeitos colaterais perigosos.

Tem como prevenir?

Boa alimentação e higiene são fundamentais para evitar a diarreia no bebê. Além de lavar e cozinhar bem os alimentos, lavar muito bem as mãos, principalmente após a troca de fralda e de usar o banheiro.

Para evitar que o bebê suje os locais de troca, usar trocadores descartáveis (já que as fezes estão líquidas) é ideal para evitar que você tenha que ficar limpando tudo depois e dar mais atenção ao seu bebê.

 

Quando devo procurar ajuda de um profissional de saúde?

Observe se ela é muito intensa, se causa muita dor abdominal, se está acompanhada de vomito, se dura mais de dois dias, se ele também estiver com febre, apresentar sangue nas fezes e não quiser tomar líquidos.

Lembrando que necessariamente a criança não precisa ter todos esses sintomas, com apenas um dele você poderá procurar o médico.

Caso observe que ele está com lábios e boca secos, sonolência maior que o normal, choro sem lágrimas, mãos e pés pálidos, xixi muito amarelado ou laranja e, se for bebê, moleira funda, procure uma unidade de saúde imediatamente, pois são sinais de desidratação.

Ainda tem dúvida sobre a diarreia no bebê? Então deixe seus comentários em nossas redes sociais. Não se esqueça de curtir e compartilhar o texto com outras mamães.

 

 

 

 

 

 

Comentarios