Pré-eclâmpsia: sintomas e grupo de risco

A pré-eclâmpsia afeta cerca de 5% das gestantes. Saiba mais sobre o assunto no texto de hoje.

 

A pré-eclâmpsia pode ser classificada como uma disfunção dos vasos sanguíneos e não é um problema fácil de diagnosticar. Os estudos estão avançando cada dia mais e os profissionais da área ficam em alerta a qualquer possível sinal da doença.

Esse nome foi dado, pois favorece um tipo de convulsão, chamada eclâmpsia, que pode trazer sérios problemas a mamãe e ao bebê.

Se você deseja saber mais sobre o assunto, continue lendo o texto.

Saiba sobre acompanhamento nutricional na gestação.

 

O que é pré-eclâmpsia?

É a elevação da pressão arterial da mulher após a 20ª semana de gravidez. Para ser considerada elevada, a pressão arterial deve estar acima de 140/90 mmHg (14 por 9).

Além disso, a gestante terá também excesso de proteína na urina para ser considerada pré-eclâmpsia.

Quais os sintomas?

Os sintomas mais comuns são:

  • inchaço no rosto e ao redor dos olhos
  • inchaço anormal nas mãos
  • inchaço repentino e excessivo nos pés e tornozelos.
  • ganhar mais de 2 kg na semana, o que indica acúmulo anormal de líquidos no corpo (edema)

Vale ressaltar que durante a gravidez inchar e reter líquido é normal, porém não de forma exagerada. Se você observar alterações, consulte seu médico para aferir a pressão e tirar qualquer dúvida.

Você pode ter pré-eclampsia sem apresentar nenhum desses sintomas, por isso o acompanhamento médico é essencial para sua saúde e de seu bebê.

Leia também como diminuir o inchaço na gravidez.

Procure atendimento médico com urgência se você tiver:

  • dor de cabeça muito forte;
  • perceber alguma alteração na visão ou até perda temporária dela;
  • ficar enjoada ou com náuseas após após o primeiro trimestre;
  • dores na parte superior da barriga;
  • respirar com dificuldade;
  • e se estiver com a pressão arterial mínima acima de 90.

O que pode acontecer?

Dependendo da situação, a solução pode ser o parto prematuro, já que o problema pode se manisfestar em qualquer órgão, e nos casos mais graves, atacar a placenta prejudicando o desenvolvimento do bebê.

O mais comum, é que ela se apareça após a 37ª semana. Em alguns casos, ela só aparece durante o parto ou até nas primeiras 48 horas após o parto. Somente casos excepcionais, ela ocorre antes do quinto mês de gestação.

Caso ela seja grave e evolua para uma eclâmpsia, tanto a mamãe quanto o bebê correm risco. Pois, podem causar convulsões e levar ao coma ou ser fatal.

E depois do parto?

A pressão arterial vai normalizar e o inchaço vai diminuindo gradativamente. Mas poderá levar algumas semanas e a sua saúde vascular e cardíaca deverão ser acompanhadas mesmo depois que estiver em casa.

Grupo de risco

A causa propriamente dita, ainda não é conhecida, apesar dos estudos estarem avançando cada vez mais. Porém, fatores de risco foram determinados e eles são:

  • mulheres acima dos 40 anos ou abaixo dos 20 anos de idade;
  • obesidade;
  • problemas crônicos que afetem a circulação (como hipertensão, lúpus, diabetes e problemas renais)
  • gravidez múltipla (gêmeos ou mais);
  • histórico familiar de pré-eclâmpsia (mãe ou irmã)
  • enfrentar o problema em uma gestação anterior.

Tem como evitar?

Como já dito, ainda não são conhecidas as causas, então, não existe garantias de como evitar o problema. Por isso, faça o pré-natal certinho, acompanhe com cuidado a pressão arterial e controle o ganho de peso.

 

Você teve pré-eclâmpsia ou ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário. Não se esqueça de curtir e compartilhar com outras mamães.

Inscreva-se em nossa lista de e-mail para receber as promoções e ganhar descontos em nossa loja virtual.

 

 

 

 

Comentarios

Faça parte da minha lista! Saiba das novidades e ainda ganhe um presente: Um cupom de 10% de desconto para usar na nossa loja.

Barbara Bedim

Olá, eu sou a Barbara, mãe, nutricionista, apaixonada pelo mundo da maternidade, fundadora da loja virtual Empório do Bebê e Cia. Em nosso blog, as grávidas e mamães encontram um conteúdo transformador sobre esse universo da maternidade, para que a sua experiência se torne cada vez mais feliz e plena.

Website: http://emporiodobebeecia.com.br