Desenvolvimento dos pés do bebê

Como ele acontece e como perceber se há algum problema.

Os pés nos sustentam e permites que possamos caminhar no decorrer de nossa vida. Problemas nessa região na fase adulta, podem ser derivados da infância, devido a má posição e malformações.

Por isso, devemos cuidar dos pés do bebê desde cedo e prevenir algum problema futuro. Para saber mais sobre o assunto, confira o texto na íntegra.

Como os pés se desenvolvem?

Possuem formato arredondado e como uma boa camada de gordura, por isso, eles são tão fofos. No nascimento, o tamanho do pé do seu filho terá cerca de 7,5 cm, que corresponde a 40% do tamanho que ele será na fase adulta.

Até o primeiro ano, ele pode atingir cerca de 12 cm e crescerá mais 10 cm nos cinco anos seguintes. Aos 10 anos, os pés já terão 90% do tamanho total que atingirá se for menino, e 85% se for menina.

O uso dos pés pelo Bebê

Nos primeiros meses de vida, com a quantidade de receptores sensitivos na região, os pés do bebê são usados para processar informações.

Alguns estudos e profissionais apontam que é importante deixa-los descalços, nessa fase, para que o o estímulo sensorial cause o desenvolvimento proprioceptivo e intelectual. Desenvolvimento proprioceptivo é a capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição, orientação e a posição de cada parte do corpo sem usar a visão.

A partir do terceiro mês, as mãos e os pés do bebê ajudam no amadurecimento do sistema nervoso, reconhecimento do próprio corpo, favorece o controle neuromuscular e o desenvolvimento de habilidades sociais e intelectuais. Isso explica porque eles brincam tanto com os pezinhos.

Para estimular o desenvolvimento, tenha um tapete de atividades para deixar sem bebê explorar o mundo ao seu redor.

Do oitavo mês em diante os pés são usados para adquirir informações do mundo externo. Essas informações recebidas pela planta dos pés, o ajudarão, quando der os primeiros passos, a coordenar os movimentos e a se equilibrar.

Problemas no desenvolvimento dos pés do bebê

Nas consultas ao pediatra, é importante informa-lo se alguém da família teve ou tem problema nos pés para que possa fazer o acompanhamento, avaliações clinicas e até exames se forem necessários.

Avaliações como apalpar o local, ficar na ponta dos pés, observar a posição e como caminha podem ser suficientes para identificar possíveis problemas. Todavia, se restar alguma dúvida é aconselhável, realizar uma radiografia.

O problema mais comum e que inquieta muito os pais é o pé plano, popularmente chamado de pé chato. Mas, uma avaliação simples pode diagnosticar e o problema ser solucionado.

Algumas vezes, é necessário apenas um calçado para dar bons resultados e melhorar a caminhada.

Massagens ajudam muito

Além de ser um momento de fortalecimento de vínculo e prazeroso para vocês, as massagens nos pés do bebê podem prevenir o uso de próteses e até cirurgias futuras.

A massagem deve ser suave, progressiva, usando óleos/cremes para bebês (evitando alergias), com movimentos circulares e ao redor do tornozelo.

Se for constado alguma dificuldade no desenvolvimento, o pediatra poderá recomendar o uso de itens próprios para realização da mesma.

Gostou de saber como os pés do bebê desenvolvem? Deixe seu comentário nas redes sociais e inscreva-se em nossa lista de e-mail.

 

Comentarios

Faça parte da minha lista! Saiba das novidades e ainda ganhe um presente: Um cupom de 10% de desconto para usar na nossa loja.

Barbara Bedim

Olá, eu sou a Barbara, mãe, nutricionista, apaixonada pelo mundo da maternidade, fundadora da loja virtual Empório do Bebê e Cia. Em nosso blog, as grávidas e mamães encontram um conteúdo transformador sobre esse universo da maternidade, para que a sua experiência se torne cada vez mais feliz e plena.

Website: http://emporiodobebeecia.com.br